Enxaqueca

Enxaquecas são dores de cabeça severas, que podem causar sensação de pulsação e são frequentemente unilaterais. Crônicas, as crises de enxaquecas podem durar horas e até mesmo dias, trazendo prejuízos para a saúde física e emocional, além de provocar transtornos e reduzir a produtividade.

A enxaqueca pode afetar todas as pessoas, em qualquer idade. Para as pessoas que convivem com a condição, os sintomas de uma crise podem começar até mesmo dias antes do pico da enxaqueca.

As crises normalmente se manifestam de acordo com a seguinte estrutura: pródromo, aura, ataque e pós dromo.

No pródromo, pessoas que convivem com a doença podem experimentar sintomas aparentemente não relacionados com as crises, como constipação, mudanças repentinas de humor, rigidez do pescoço, aumento na frequência urinária, retenção de fluídos e bocejos constantes.

Para algumas pessoas, a aura pode servir como aviso de que uma crise está para acontecer, enquanto outras podem experimentá-la durante a crise. As sensações podem incluir distúrbios visuais, fraqueza ou dormência na face, braços ou pernas e dificuldade para falar

A crise de enxaqueca pode durar de 4 a 72 horas, caso não seja tratada. Os sintomas desse estágio incluem fortes dores na cabeça, em um dos lados ou em ambos, náusea, sensibilidade à luz ou ao som e, às vezes, a cheiros e toques também.

O pós dromo, como é chamado o momento posterior à crise, pode ser caracterizado como uma espécie de ressaca. Pacientes podem se sentir cansados e nauseados. Nesse momento, movimentos repentinos da cabeça podem fazer com que a crise recomece.

As causas da enxaqueca ainda não são plenamente compreendidas, mas estima-se que fatores ambientais e genéticos podem estar envolvidos. Mudanças hormonais, consumo exagerado de álcool e café, algumas medicações, episódios de estresse e mesmo reação a tipos de comida podem desencadear uma crise.

Caso você sofra com crises, procure manter um controle da frequência, duração, sintomas e recursos utilizados para aliviar as crises, e informe todos esses detalhes ao seu médico. Assim, pode ser muito mais fácil acompanhar e oferecer o tratamento adequado.

Quer saber mais sobre Enxaquecas? Acesse nossas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 13 =