Terapias infusionais: endovenosas, subcutâneas e intramusculares. Qual a diferença?

terapias infusionais

Para muitas pessoas, o uso de terapias infusionais é uma realidade. Pessoas que convivem com diabetes precisam fazer aplicação de insulina diariamente, enquanto pacientes que tratam doenças autoimunes podem fazer uma aplicação ao mês ou a cada seis meses, por exemplo, com o avanço e democratização do uso de medicamentos biológicos ou terapia infusional.

E, apesar dos tratamentos envolverem a aplicação por infusão, muitas coisas são bastante diferentes, dos medicamentos à aplicação. Sim, pois ainda que ambos utilizem seringas e agulhas, os locais, vias, técnicas e até os materiais utilizados apresentam grandes diferenças. Quando se trata de injeções, cada via apresenta indicações baseadas em suas vantagens. A via endovenosa, por exemplo, tem como benefício o efeito imediato do medicamento. Por isso, é muito usada em emergências. A subcutânea, por outro lado, é a escolha quando se quer uma absorção prolongada e contínua, necessária em alguns tratamentos, como o da diabetes.

Existem 4 tipos de vias para a aplicação de infusões: a endovenosa, ou intravenosa, representadas pelas letras EV ou IV, a intramuscular (IV), a subcutânea (SC) e a via intradérmica, representada pelas letras ID. Os medicamentos para infusões são produzidos para atuarem em vias específicas. Por isso, as informações a respeito da aplicação de cada um deles aparece de maneira bastante clara em suas embalagens. Não se pode aplicar medicamentos injetáveis em vias diferentes das prescritas pelo fabricante. Existem, claro, medicamentos que podem ser aplicados em mais de uma via, mas essa informação também estará disponível.

Cada quadro clínico demanda uma forma específica de tratamento. Portanto, a melhor forma de terapia a ser seguida, os medicamentos utilizados, a frequência e a duração do tratamento são fatores que dependem da avaliação da equipe médica especializada, e a aplicação desses medicamentos devem seguir fielmente as recomendações da bula.

Nas terapias infusionais que realizamos na Clínica Creta, utilizamos medicamentos biológicos, produzidos pela engenharia genética e que atuam de forma seletiva. Ele bloqueia e neutraliza alvos específicos de um processo inflamatório. Isso acontece, pois, eles são feitos a partir de organismos vivos, como células e bactérias. E, na maioria dos casos, aumentam a resposta imune do corpo. Por isso, a terapia biológica é um dos maiores avanços no tratamento de doenças autoimunes, sejam elas reumáticas, neurológicas, gastrointestinais ou dermatológicas.

Quer saber mais? Acesse nosso site e siga a Clinica Creta nas redes sociais.